Elementos atemporais por Carol Bezerra

“A personalidade do cliente nunca sai de moda!”. Arquiteta e influenciadora Carol Bezerra comenta sobre um décor sempre atual com elementos atemporais.

Por Ivan Dognani

A cada ano o mercado traz à tona as tendências que influenciam diretamente a moda, o design, a tecnologia e o consumo. Por que não a arquitetura e a decoração? Em muitos momentos, decorar um novo projeto parece ser missão impossível. Principalmente para quem é avesso às constantes mudanças. Quais elementos usar? Cores? Mobiliários? O que é necessariamente indispensável? E a pergunta que não quer calar: o que não sai de moda nunca? Em entrevista exclusiva para o Connectarch, o programa de relacionamento da Decortiles, a arquiteta e influenciadora Carol Bezerra (@caroldecora) foi taxativa ao dizer que “a personalidade do cliente nunca sai de moda!”

Projeto de Carol Bezzera com o revestimento cerâmico Atol Jade

Estilo do cliente em primeiro lugar

Indo mais a fundo, Carol destaca a atenção necessária na hora de especificar elementos da composição projetual, como por exemplo, a marcenaria fixa composta por armários, painéis e portas e os revestimentos que ficam em evidência, como pisos e paredes. “Exploro muito a luz natural em meus projetos e acredito que podemos, sim, ir além das cores neutras, desde que isso imprima a personalidade, o estilo do cliente. A luz valoriza demais!”, comenta. Em um de seus projetos uma cliente pediu que a parede da cozinha fugisse do comum, que fosse jovial, moderna e trouxesse algum aspecto natural. “Desafiador! Mas, para cumprir esse papel, apostei no revestimento Atol Jade, da Decortiles, que resgata os recifes banhados e esculpidos pelos oceanos e traz para o lar todo aspecto energético e terapêutico da natureza. O resultado ficou incrível!”, relembra.

Saiba como usar as tendências

Carol ressalta que as tendências são, sim, importantes e podem ser aproveitadas em elementos e acessórios que possam ser substituídos com facilidade ao final do ciclo. “É claro que branco, cinza e offs não saem do radar e são bastante explorados nos projetos. Mas, quando apostamos em elementos mais arrojados, é sempre retratando algo que nunca sairá de moda, que é o gosto e personalidade de cada um”, completa. Bases neutras são sempre aliadas para quem não quer errar na hora de escolher os elementos atemporais.

Projeto de Carol Bezzera com o revestimento cerâmico Ágata
Foto: Rayssa Lorena

Imprimindo personalidade nos projetos

A profissional fezum projeto para seu próprio apartamento e criou algo limpo, com pontos atemporais e que atendem todas as necessidades. “Mas também consegui, ao mesmo tempo, ser contemporânea, ousada e conceitual, que não é nada fácil! Escolhi o revestimento Órbita, assinado pelos Irmãos Campana,para fazer o frontão da cozinha, sou apaixonada por esse projeto”, conta. A inspiração para a criação dos Campana vem das noites estreladas do interior e da paixão pela ficção científica. Estrelas e planetas dourados cintilando no céu noturno estampam as superfícies de fundo negro intenso. Na luta contra o modismo deixa claro que não existe nada mais impessoal do que criar um projeto baseado apenas na moda e esquecer de explorar o estilo e costumes do morador. “Ostentar demais também está em desuso, imprimir no espaço coisas que não fazem parte do contexto daquela pessoa apenas porque está na moda não é nada legal”. Em suma, defende que o que nunca vai sair da moda é a essência de quem lá vive. “Por isso eu sou adepta do mantra “menos casa, mais lar” e tento passar essa mensagem a todos os clientes e seguidores”, finaliza.

Elementos Atemporais

Pedimos para a profissional listar alguns materiais que nunca saem de moda. Veja o que mais agrada Carol Bezerra nos projetos:

Revestimentos naturais: Usar pisos neutros, revestimentos que se assemelhem às rochas naturais e por sua vez, rochas não tão marcadas – para que o efeito não fique enjoativo, sobretudo, em pequenos ambientes. Na marcenaria, utilizar madeira natural ou MDFs que remetam ao aspecto original do material, sempre com uma estética leve jovial;

Estilo do cliente: Para o projeto não sair de moda rapidamente, aconselho que não baseie todo trabalho em tendências cíclicas. É muito importante respeitar o “ciclo de vida” dos materiais;

Cores coringa: Branco, cinzas e offs não podem sair do radar.